Os comércios menores não podem ser penalizados

julho 09, 2020

Prefeitura de Limeira anuncia fechamento temporário do comércio ...

O MP, MPT e MPF ingressaram hoje com um pedido à Justiça para que a retomada das atividades econômicas em Natal seja suspensa. É muito importante falar sobre isso. 

Fui um defensor do isolamento rígido durante três meses. Meus perfis em redes sociais podem provar. Mas me sinto obrigado a dar uma opinião, talvez, impopular: o pedido dos Ministérios Públicos não prejudica somente o tão falado "grande empresariado", mas principalmente, o comércio pequeno da cidade e todos os comerciantes menores. Lembrem-se que são mais de 100 dias de suspensão. Não há auxílio financeiro que aguente tanto tempo parado.  

O pedido me parece uma decisão totalmente deslocada da realidade. É até irônico assistir uma das mais altas castas da nossa sociedade pedindo que o pobre trabalhador permaneça em casa, recheado de dívidas, e sem poder abrir o seu local de sustento. Pensei melhor: não é só deslocada, é desumana. A conta chega e é bastante cara. 

Sei do enorme problema que estamos passando e lamento muito por todas as vítimas da Covid-19. Tenho ciência que o ideal não seria uma retomada agora, mas a reabertura gradual é necessária. Se em três meses, não resolveu, não será agora que os decretos terão eficácia. A grande maioria dos comerciantes respeitou o isolamento desde o início e não podem pagar por erros de gestão da crise. 

Encerro com uma espécie de contra-proposta aos órgãos: Não penalizem os comércios menores! Se há de se punir alguém, que sejam os governantes deste país, das mais diferentes ideologias e partidos. Da parte deles, faltou responsabilidade e sobraram problemas para o povo. 

Mais bom senso, senhores.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

INSTAGRAM

TWITTER

//]]>