Poti Neto quer instituir moeda social em São Gonçalo para reduzir extrema pobreza e aquecer comércio

outubro 12, 2020

 


Reduzir a extrema pobreza e aquecer o comércio local. Esses são os objetivos do projeto Songa Social, pensado por Poti Neto (PSB) para São Gonçalo do Amarante.

Trata-se de uma moeda eletrônica - a Songa - que será depositada em cartões, mensalmente, à população de baixa renda.

O projeto tem como público-alvo famílias que estejam na extrema pobreza e as transferências vão variar de acordo com a renda mensal delas.

As Songas serão aceitas em estabelecimentos como mercados e farmácias. Eles precisam estar localizados em São Gonçalo do Amarante, gerar empregos no município e estar cadastrados na Prefeitura Municipal. 

"A nossa moeda social vai ajudar a erradicar a pobreza e a manter recursos dentro do município, permitindo que as pessoas adquiram produtos hoje inacessíveis e impulsionando as vendas no comércio. Um projeto com grande ganho econômico e social", resumiu ele.

Poti Neto pretende colocar a Songa em circulação já no primeiro semestre do próximo ano.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

INSTAGRAM

TWITTER

//]]>