Câmara de Natal recebe secretários de Saúde para debater enfrentamento à Covid-19

abril 22, 2021

 

A Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Câmara Municipal de Natal realizou nesta quinta-feira (22) uma reunião extraordinária para receber os Secretários de Saúde de Natal, Dr. George Antunes e o estadual, Cipriano Maia. O encontro atendeu a um requerimento encaminhado pelo vereador Felipe Alves (PDT). Na pauta, um balanço das medidas aplicadas pelos Poderes Executivos Municipal e Estadual quanto ao enfrentamento da pandemia da Covid-19. 

“Tivemos a iniciativa de apresentar um requerimento convidando o secretário de Saúde municipal para estar aqui na Câmara falando do atual momento da pandemia em Natal. Conversamos com a Comissão de Saúde e resolvemos fazer essa sessão em parceria com a Comissão e trazendo também o secretário estadual. Já é possível dizer que há a possibilidade de avanço do plano de vacinação, sobretudo com a chegada de doses da Oxford”, disse Felipe Alves. 
 
George Antunes, secretário municipal, ressaltou entre os temas, a aplicação das vacinas e a deficiência na quantidade de doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde. No entanto, o titular da SMS, destacou a continuação da vacinação com doses de imunizantes do laboratório Oxford que são encaminhados em maior quantidade. “Isso é um problema que está sendo ocasionado pelo governo Federal, frente à deficiência no número de doses. E ainda tem um detalhe, nas últimas remessas de vacinas, muitos frascos não vieram completos com as dez doses, alguns com nove doses e ninguém sabe se apenas nove. Ou seja, o problema central não está aqui, o problema está fora do estado. Com relação à segunda dose, haverá uma reunião com a câmara técnica, aonde iremos sentar e estabelecer critérios para aplicação da segunda dose”, disse George Antunes. 

O secretário municipal ainda completou, “no avanço das idades, podemos avançar porque já temos uma quantidade da vacina de Oxford e receberemos uma quantidade considerável, então é muito provável que além de aplicarmos a segunda dose, possamos ampliar na faixa de idade”, George. 

Já o secretário estadual, Cipriano Maia, entre os pontos de indagação, foi questionado sobre o porquê da não criação do hospital de campanha. “Foi uma estratégia utilizada por diversos estados e municípios diante da ausência de estrutura nos serviços próprios para atender além da atenção regular, a demanda de leitos para outras doenças, leitos específicos para Covid. Aqui no estado fizemos a opção de fortalecer a rede do SUS no estado, estruturando serviços e leitos em todas as regiões com tempo e resposta melhor”, explicou Cipriano. 

“Reunião importantíssima, principalmente neste momento em que são inúmeras as dúvidas, por parte até mesmo dos profissionais de saúde, tanto do município, quanto do governo do estado. É notório através da imprensa essa questão de dúvidas, então nada melhor do que os próprios titulares das pastas para trazer o esclarecimento dos vereadores e de toda população”, comentou o vereador Preto Aquino (PSD), presidente da Comissão de Saúde.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

INSTAGRAM

TWITTER

//]]>